Rock e Direitos Humanos: System of a Down e o genocídio armênio

A chuva caía na fria noite de Yerevan, na Armênia. Ainda assim, uma multidão de aproximadamente 50 mil pessoas aguardava na Praça Central. Antes de qualquer acorde, a imagem em preto e branco de uma criança com as mãos nos olhos é transmitida nos telões, logo acompanhada por uma melodia suave, étnica… armênia. Logo a imagem é alterada e um emaranhado de palavras, imagens e vozes começa a narrar a triste história daquele considerado o primeiro genocídio do século XX. E então, a banda System of a Down sobe ao palco, entoando a significativa Holy Mountains (“Montanhas sagradas”) – uma de suas várias canções sobre conflitos internacionais e o genocídio armênio.

Anúncios

Impeachment: a via-crúcis virou circo

Após a aprovação do impeachment da Presidente da República pela Câmara dos Deputados, uma breve reflexão sobre a votação, a via-crúcis que virou circo.

David Bowie: O Mutatis Mutandis do Rock

Uma humilde tentativa de homenagear o gênio David Bowie, combinando uma rápida biografia com o brocardo jurídico em referência.