O Arquiteto da Matrix e o juridiquês

Comparando o mundo jurídico ao mundo controlado por máquinas e programas de computador, o Arquiteto da Matrix seria a personificação do mais indigesto e incompreensível operador do Direito, incapaz de abrilhantar seu trabalho sem pesar no "juridiquês". Para mim, esse personagem é o que representa melhor a dificuldade de se fazer entender e evidencia a importância da linguagem na comunicação.

Anúncios