Esqueça House of Cards. A política brasileira é Game of Thrones

Uma rápida atualização sobre o processo de impeachment da Presidente da República, focada nos fatos que antecederam a votação realizada no Senado Federal em 11 de maio de 2016, correlacionando os eventos da política brasileira às séries House of Cards e Game of Thrones.

Anúncios

1984 (ou 1964?): torturas e roedores

A distopia 1984, de George Orwell, retrata o terror psicológico e físico sofrido pelo indivíduo obrigado a se tornar um mero fantoche nas mãos de torturadores. Isso é algo que a simples memorização da Lei nº 9.455/1997 não consegue demonstrar: a tortura vai muito além do que a legislação é capaz de abarcar. O tema da tortura para este post se deve a toda a comoção social gerada pelos acontecimentos de 17 de abril passado. Independentemente de opiniões e ideologias políticas, é preciso compreender a magnitude e a gravidade de certos símbolos, carregados de significados, evocados pelo deputado Jair Bolsonaro antes de proferir o seu voto em relação ao impeachment da presidente, que homenageou e exaltou o terror sofrido por homens e mulheres no mais nefasto capítulo da história brasileira, representado na “pessoa” do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra. NADA justifica a captação da dignidade humana dos presos políticos, nos termos praticados pelo regime ditatorial.

Impeachment: a via-crúcis virou circo

Após a aprovação do impeachment da Presidente da República pela Câmara dos Deputados, uma breve reflexão sobre a votação, a via-crúcis que virou circo.

E se os personagens de Star Wars fossem advogados?

Ao ver esse "e se..." do Blog Juris Correspondente, achei-o a cara do Superjurídico e tive que iniciar minha colaboração neste site compartilhando o belo exercício de imaginação deles, que, mesmo trazendo alguns estereótipos, a bem da verdade, serve para descrever vários perfis de profissionais da advocacia.

A Arte da Guerra sem guerras

A Arte da Guerra é um manual filosófico de guerra escrito durante o século IV a.C pelo estrategista militar chinês conhecido como Sun Tzu, que aborda estratégias de guerra e gestão de conflitos, até mesmo para evitar guerras. Atualmente, A Arte da Guerra vem sendo utilizada como arcabouço de valiosas lições para os combates travados no mundo dos negócios. Entretanto, neste post, pretendo abordar alguns ensinamentos deixados por Sun Tzu na referida obra e sua aplicabilidade nos combates diplomáticos, jurídicos e sociológicos; uma arte da guerra sem guerras.

Juiz Dredd: Sistema Judicial vs. Democracia (parte 2)

Após conhecermos as origens do Sistema Judicial, abordamos a maior ameaça que ele já enfrentou: a democracia. Um pequeno grupo armado de ativistas políticos pró-democracia é massacrado pelas implacáveis forças da lei, personificadas no rosto pétreo do Juiz Dredd. Como consequência do massacre, os membros do grupo passam a ser vistos como mártires e suas mortes iniciam uma onda a favor da democracia, que cresce e ameaça abalar as estruturas políticas de Mega-City Um. Essa HQ me faz reapreciar fatos políticos do mundo real.

Juiz Dredd: origens do Sistema Judicial (parte 1)

As histórias em quadrinhos do Juiz Dredd apresentam um futuro distópico, no qual Joseph Dredd, o personagem título, é o mais implacável juiz a policiar e jurisdicionar a gigantesca e superpopulosa Mega-City Um, com o poder de administrar a justiça de forma instantânea. Nessa realidade megaviolenta, o juiz acumula os cargos de polícia, juiz, júri e executor. Mas como se chega a esse ponto? A HQ "Juiz Dredd – Origens" nos apresenta toda a história daquilo que se convencionou chamar de Sistema Judicial, uma nova forma de Estado, forma e sistema de governo e sistema jurídico, sem qualquer partição de poderes.